Área do representante



Blog - Imeltron

Buscar post:
  
8
AGO

Lasanha Caprese    

 

Apreciar uma refeição na mesma mesa, dividindo uma boa conversa e um bom prato, é algo que une e vincula as pessoas muito mais do que nós imaginamos. Cozinhar uma refeição é algo tão antigo que remonta a mais de 300 mil anos, quando o domínio do fogo permitiu ao homem cozinhar seus alimentos, modificando a forma de comer e, com isso, ultrapassando a barreira de consumir alimentos crus para sobreviver e inaugurando um novo momento, onde era possível sentir prazer nas refeições.

Estudos apontam que essa mudança teve, inclusive, reflexos na estrutura social do homem. A partir do momento em que ele começou a ter prazer em se alimentar, a refeição passou a ser mais bem aproveitada em diversos níveis como, por exemplo, na velocidade com que se comia. A evolução histórica humana corrobora com essa constatação e indica que as refeições conduziram importantes mudanças na vida em sociedade como, por exemplo, quando os homens selavam acordos comerciais em tempos antigos em frente ao fogão, aproveitando as noites de boa comida e bebida para comemorar novos negócios que trariam o desenvolvimento para seus povos e regiões.

E aí que o tempo foi passando e esse importante hábito milenar registrado em nossa própria evolução de se fazer uma refeição em conjunto, seja com a família ou com os próximos, foi se perdendo. Administrar o tempo que se passa trabalhando é, de fato, um desafio para muitas pessoas. A vida moderna é repleta de tarefas e obrigações que acabam por muitas vezes prejudicando a prática de se sentar à mesa para apreciar uma refeição com quem se ama.

Dividir um prato e uma refeição com alguém é sinal de carinho, é uma forma de representação e demonstração de afeto, de doação de tempo, de atenção para aquela pessoa. Mais do que isso, é compartilhar o prazer que tem se em comer, é valorizar a evolução de não apenas ganhar energia com o alimento, mas sim, verdadeiramente, de apreciar cada garfada, cada tempero, cada explosão de sabor em uma refeição.

Se sentar à mesa para comer com calma incentiva a alimentação saudável, já que reservamos um tempo para curtir aquele momento, evitando passar correndo em qualquer fast food para pegar o almoço. Se sentar à mesa proporciona registros felizes em nossas memórias afetivas. Se qualquer pessoa for questionada sobre o que mais se lembra de sua infância, certamente mencionará algum almoço de domingo em família, alguma receita feita perfeitamente apenas pela sua mãe ou alguma tarde tomada por cheirinho de café e bolo na casa da avó. Se sentar à mesa demonstra respeito e admiração por quem passou horas na cozinha para preparar aquele prato. Quem adora cozinhar faz isso com muito prazer sem esperar nada em troca mas, acredite, ver seu prato sendo apreciado com calma e prazer é um presente!

Se sentar à mesa estimula, por fim, a união da família. Hoje em dia, cada um come em um horário, vendo algum programa de TV enquanto faz isso, usando o celular para atualizar as mensagens e por aí vai. Isso faz com que as pessoas que moram sob um mesmo teto acabem se afastando. Apreciar um almoço, um jantar ou um café da manhã no final de semana sentado à mesa em família alimenta os laços, faz com que as pessoas conversem, perguntem como foi o dia de trabalho, da escola, faz com que as pessoas mantenham e aumentem seus vínculos.

E é por esses motivos que decidi escrever esse post na semana em que se comemora o Dia dos Pais! Quem teve a iniciativa para a criação da data foi a americana Sonora Louise Smart Dodd. Consta na história que ela participava de vários eventos por conta de sua dedicação a algumas associações. Durante uma celebração dedicada exclusivamente às mães, Sonora se pegou pensando por que não havia um também para os pais. A mãe de Sonora havia morrido durante o parto de seu quinto irmão, deixando o pai, um veterano da Guerra Civil chamado William Jackson Smart, com a complicada tarefa de criar os seis filhos sozinho. A tarefa foi incrivelmente bem sucedida e Sonora mantinha um carinho enorme por seu pai. Com essa motivação, ela começou uma campanha para a criação da data para homenagear os pais.

Muito interessante, não é? Em tempos tão corridos, por que não refletir sobre tudo isso e aproveitar então a data que se aproxima para verdadeiramente apreciar a companhia de quem se ama? Não há absolutamente nenhum presente que possamos comprar que supere a alegria de ter a atenção total de um filho! A ideia é resgatar o ato de compartilhar uma refeição em família e, mais do que isso, alimentar não apenas nossos corpos, mas também nossos vínculos e nossos corações! Que tal então preparar um dia especial para curtir com sua família no próximo domingo?

Fique tranquilo, vou deixar aqui todas as dicas que você precisa para preparar um presente pra lá de especial para a comemoração do Dia dos Pais deste ano!

1.  Faça uma lista dos ingredientes que precisa e faça as compras com seu pai. Peça a opinião dele sobre os ingredientes, pergunte que bebida ele prefere para acompanhar o almoço e por aí vai. Acredite, fazer o ritual completo do começo ao fim tornará esse dia marcante e especial.

2. Prepare o almoço junto com seu pai. Se você acredita no poder do vínculo durante a degustação, deve imaginar o poder de preparar a refeição com alguém! É realmente algo único cortar os ingredientes, dividir as tarefas e preparar sua refeição na companhia de quem se ama.

Dê um presente afetivo para o seu pai. Ao final do almoço, deixe algo que tenha feito parte deste dia e que ficará para sempre marcado na memória.

E porque eu gosto mesmo é de facilitar a vida das pessoas, já deixo aqui, além das dicas, a sugestão de como colocar tudo isso em prática! Como? Pois bem, para conseguir unir as 3 importantes dicas que te dei, que tal anotar a lista de ingredientes que irei te passar, fazer as compras com seu pai, preparar uma deliciosa lasanha caprese junto com ele e, ao final, ainda deixar algum dos utensílios que usaram para preparar a receita, de presente?! Aposto que o afeto que envolverá esse dia ficará marcado para sempre entre você e seu pai.

Escolhi uma receita incrivelmente deliciosa e com a cara de almoço de Dia dos Pais, uma lasanha. Para preparar essa delícia, usei o cilindro de massas Atlas 150 da Marcato para abrir minhas folhas de lasanha e um refratário da Emile Henry para a montagem e o serviço da lasanha. A Atlas 150 é, sem dúvida, a máquina de macarrão mais versátil disponível no mercado. É também a mais vendida e conhecida no mundo, com fabricação italiana e patente registrada internacionalmente. Ela já vem com a opção de produzir 3 tipos de massa: lasanha, fettuccine e tagliolini, ou seja, uma estação de trabalho perfeita. Imagine a felicidade do seu pai em produzir sua própria lasanha com você e, de quebra, ainda ficar com este presente em casa?!

De nada adianta preparar uma bela massa fresca se não tem onde servir, certo? Eu usei um dos refratários que mais adoro para preparar receitas de forno, o de cerâmica da Emile Henry. Este refratário garante que a receita seja cozida por completo e evita o ressecamento do molho ou de qualquer líquido usado na preparação. O diferencial da marca está no fato de ser feita com HR Ceramic (High Resistance Ceramic), um material cerâmico de alta resistência, que garante uma durabilidade superior, evitando lascas por muito tempo. É um ótimo difusor de calor, distribuindo-o por todo o refratário para que seu prato seja cozido por igual. E, além disso, é lindo demais e tenho certeza que deixará seu pai com sorriso no rosto toda vez que pegar o refratário para preparar uma receita e lembrar desse presente tão especial!

Bom, agora é só pegar papel e caneta para anotar os ingredientes e organizar esse almoço para homenagear seu pai!

INGREDIENTES

100 g de farinha de trigo
100 g de semolina
2 ovos
Molho de tomate caseiro
500 g de queijo mussarela de búfala
500 g de ricota de búfala
1 maço de espinafre
4 tomates
Azeite
Sal
Pimenta
Manjericão
100 g de queijo parmesão ralado

MODO DE PREPARO

Prepare o molho de tomate caseiro (para ver a receita clique aqui) e reserve. Para preparar a massa, misture o trigo e a semolina. Adicione os ovos e misture. Caso os ovos sejam pequenos, adicione um pouco de água para obter uma massa mais homogênea. Divida a massa em 4 partes iguais para facilitar na hora de passar no cilindro. Coloque a Atlas 150 Marcato na posição 0 e comece a passar a massa pelos rolos lisos. Repita a passagem várias vezes, dobrando a folha de massa na metade. Polvilhe levemente a folha a cada passada. Quando perceber que a massa já está lisa e correta, rode para a posição 1 e passe uma vez. Mude para a posição 2 e passe uma vez, e assim por diante, até atingir a espessura desejada. Costumo passar até a posição 6. Coloque a folha de massa sobre o refratário para saber o tamanho de cada folha de lasanha. Corte com ajuda da faca e vá seguindo um molde para preparar aproximadamente 10 folhas de lasanha.

Lave o maço de espinafre, tire apenas as folhas e coloque em uma panela coberta com água. Coloque 1 colher de sopa de sal e ligue em fogo médio. Quando ferver, conte 3 minutos, desligue o fogo e escorra a água, jogando as folhas de espinafre rapidamente em um recipiente com água gelada e gelo. Isso faz com que as folhas parem de cozinhar e não percam sua cor vibrante. Esfarele com a mão a ricota de búfala e junte as folhas de espinafre cozido, 1 tomate picadinho e tempere com azeite, sal e pimenta.

Para a montagem, coloque uma camada do molho de tomate, cubra com as folhas de lasanha, coloque a mistura de ricota, espinafre e tomate, adicione fatias da mussarela de búfala, fatias de tomate e folhas de manjericão. Comece novamente a camada de molho de tomate repetindo o procedimento até acabarem os ingredientes. Finalize com fatias de tomate e mussarela de búfala, cubra com queijo ralado e leve ao forno pré-aquecido a 180° C por aproximadamente 40 minutos.

RENDIMENTO
6 porções.

DICA
Você pode utilizar o recheio preferido de seu pai e pode preparar a mesma receita da lasanha com molho bolonhesa, molho branco, queijo e presunto e por aí vai!

 

 

Página inicial | Voltar

  • Bialetti
  • BIALETTI CAFE
  • Ghidini
  • Emile Henry
  • Marcato
  • Leonardo
  • Gaggia
  • Luigi Bormioli
  • Cuisipro
  • Imetec
  • Alfi
  • Eppicotispai
  • Packit
  • World Create
  • Barazzoni
  • Bisetti
  • S & P
Imeltron 2013. Todos os direitos reservados.
Voltar ao topo!
Cereja