Área do representante



Blog - Imeltron

Buscar post:
  
30
MAI

Por que existem diferentes tipos de raladores?    

 

Você faz sua massa caseira perfeita para o almoço de domingo, acorda cedo para preparar o molho de tomate e, na tão esperada hora de comer, serve o prato de cada convidado, finalizando-o com aquele toque especial do queijo ralado na hora. Pode reparar: essa cena se repete em absolutamente todas as casas e restaurantes em que está sendo servida uma bela massa fresca, não é mesmo?

Pois bem, o ritual de ralar o queijo na hora para finalizar um prato é realmente algo já incorporado ao costume de todas as pessoas ao redor do mundo. E não poderia ser diferente, o ralador é tão antigo e presente na vida das civilizações que existem evidências históricas de seu uso desde 400 a.C. pelos gregos, segundo manuscritos de Aristófanes. Na época, o utensílio era feito com mais variados materiais, como mármore dolomítico, a partir de técnicas agrícolas das antigas civilizações.

No “Novo Mundo”, em especial no Brasil e no México, o utensílio existe também há muitos anos. Nesses países, a mandioca sempre foi um alimento muito consumido, e como muitos preparos exigiam sua forma ralada, os povos antigos experimentavam diversas formas para obter um bom resultado a partir dessa técnica. Para o povo Xingu, o ralador de mandioca era feito de uma tábua retangular, levemente côncava, e com uma parte incrustada com pequenas pedras de quartzo. Já os Cumaiurás utilizavam espinhas presas à madeira, enquanto os Jurunas usavam casca de árvore com espinhos.

Todos esses métodos foram importantes, apesar de rudimentares, para a evolução e criação do que conhecemos hoje como ralador. Foi em 1540 que François Boullier criou um ralador de queijo feito de estanho, bastante similar com o que utilizamos nos dias de hoje. Com a crise, a produção dos queijos teve uma enorme baixa e o ralador acabou se perdendo ao longo da história.

Quem o trouxe novamente à vida foi Jeffrey Taylor, um queijeiro da Filadélfia que decidiu fazer uma versão de ralador utilizando um ralo de metal de chuveiro com buracos muito afiados. O aspecto do queijo ralado não era lá dos mais bonitos, mas o que importava mesmo era o fato de que o alimento parecia render muito mais, e era isso o que as pessoas precisavam naquela época de vacas magras. O queijo ralado parecia “maior”, ou seja, “greater” em inglês. Papo vai, papo vem, o tal utensílio passou a ser chamado de “grater”, e esse é o nome dado ao ralador em todos os países de língua inglesa.

Hoje em dia, é impossível viver sem esse utensílio culinário, usado para ralar diversos alimentos, como queijos, legumes, frutas e mais uma infinidade de ingredientes, e para dividi-los em pedaços, partículas ou pequenas fatias perfeitamente iguais. Usar um ralador é ter eficiência, rapidez e conforto na cozinha. Ele é muito mais prático que uma faca, além de muito mais seguro e eficiente, já que produz os cortes rapidamente e com uma precisão sem igual.

Agora, não pense você que comprar um ralador qualquer resolve todos os seus problemas. Toda cozinha precisa de poucos e bons utensílios. Aqueles que você pesquisa, compra e nunca mais precisa se preocupar, pois certamente vão durar para sempre. Assim como uma boa faca, é essencial que você tenha um bom ralador em sua cozinha. E quando digo bom ralador, quero dizer um utensílio confortável de segurar, fácil de usar, eficiente, simples e fácil para limpar e armazenar.

Então, que o ralador é uma invenção maravilhosa e que todos precisam de um na sua cozinha, você já sabe. Agora, aposto que você está se perguntando: por que existem tantos diferentes tipos de raladores disponíveis no mercado, não é mesmo? Bom, vamos do começo. Antes de falar dos diferentes tipos de raladores, é preciso falar de qualidade e escolha do produto em si.

Independentemente do modelo que você irá escolher, é essencial que busque uma opção que contenha todos os itens de praticidade e segurança no produto. Eu uso a linha completa de raladores da Cuisipro na minha cozinha, pois encontrei neles o equilíbrio perfeito entre a facilidade de ralar e a máxima eficiência, ou seja, consigo ralar os ingredientes de forma muito fácil, rápida e segura. Perfeito para quem precisa de praticidade na hora de cozinhar!

Os raladores da Cuisipro possuem uma tecnologia chamada de Surface Glide Tecnology, exclusiva da marca, que combina um padrão de ranhuras nos produtos que permitem que o trabalho seja feito com muito menos esforço e de maneira ininterrupta, com a resistência perfeita na grade e comprimento alongado de cada lâmina. Os raladores com a tecnologia SGT são feitos de chapas de aço inox 18/10 com canaletas que reduzem o contato com o alimento, criando menos atrito e esforço, e mais rendimento.

Todos os produtos possuem cabos ergonômicos e antiderrapantes. As extremidades de apoio também emborrachadas e antiderrapantes são seguras e permitem mais estabilidade e facilidade no manuseio. Além disso, outro diferencial que adoro nesses produtos é que eles vêm com uma capa protetora transparente que serve não apenas para segurança, afinal de contas, estamos falando de lâminas perfeitamente afiadas, mas também como um recipiente medidor (marca em “ml” ou “colheres”) para coletar os alimentos ralados.


E agora sim, vamos matar a curiosidade e falar sobre os diferentes tipos de raladores e lâminas existentes.

RALADOR AÇO INOX FINO

Desenvolvido para ralar com textura fina e macia alimentos secos ou úmidos, como queijos duros, gengibre, alho, noz-moscada, canela e frutas cítricas.

RALADOR AÇO INOX LARGO

Desenvolvido para ralar pequenas fatias finas de alimentos como queijo parmesão e chocolate. Ideal para finalizar a apresentação de uma refeição com delicadeza.

RALADOR AÇO INOX ULTRAGROSSO

Desenvolvido para ralar em pequenos e grossos pedaços, dando mais destaque ao sabor do alimento ralado a uma receita, como queijo cheddar ou mozzarella em um wrap, ou cenoura em uma salada.

RALADOR AÇO INOX GROSSO

Desenvolvido para ralar alimentos para cobrir suas receitas favoritas, finalizar a apresentação de uma sobremesa, bolos e outros doces com lascas mais grossas. Ideal para retirar lascas grossas de chocolate ou queijo parmesão que podem ser utilizadas para finalizar e cobrir receitas, ficando mais visíveis no resultado final do prato.

 

 

Página inicial | Voltar

  • Bialetti
  • BIALETTI CAFE
  • Ghidini
  • Emile Henry
  • Marcato
  • Leonardo
  • Gaggia
  • Luigi Bormioli
  • Cuisipro
  • Alfi
  • Eppicotispai
  • Packit
  • Barazzoni
  • Bisetti
  • S & P
  • Ariete
Imeltron 2013. Todos os direitos reservados.
Voltar ao topo!
Cereja