Área do representante



Blog - Imeltron

Buscar post:
  
15
AGO

Torta de Banana    

 

Você já parou para pensar o quanto somos criativos na cozinha?

Não? Então me diga: quando falo em torta de banana, que imagem vem à sua cabeça? Aposto que aquela feita com a banana caramelizada por cima e massa parecida com um bolo. Acertei?!

Essa é a versão que mais encontramos por aí, mas existem muitas outras receitas utilizando esta delícia tropical! Receitas feitas no liquidificador, receitas com calda e até receitas lights feitas com massa de aveia. Pois bem, dentre todas essas opções, eu tenho uma preferida. É uma torta com recheio de creme de confeiteiro e cobertura de banana com especiarias, e é esta receita que quero dividir com você hoje! Ela inclui dois clássicos da culinária francesa: a massa podre e o creme de confeiteiro.

Mas, afinal, o que é essa tal massa podre?

Bom, esse tipo de massa é conhecido por este curioso nome apenas no Brasil. No resto do mundo, ela é chamada de pâte brisée em sua versão salgada e pâte sucrée em sua versão doce. Esta massa é composta basicamente por farinha de trigo, gordura (normalmente manteiga), água e sal. Seu segredo está em usar os ingredientes gelados para evitar o desenvolvimento do glúten, resultando em uma massa mais quebradiça.

Mas calma lá! Mais quebradiça não significa totalmente esfarelada! Não podemos confundir a patê brisée (massa podre doce) com a massa de biscoito. Esta última é feita com biscoito de leite ou maisena triturado e misturado à manteiga. Depois de assada, ela fica crocante e bastante quebradiça. Precisamos garantir que nosso pedaço de torta fique firme para segurar o recheio de creme de confeiteiro e é por isso que usamos a massa podre para esta receita, não a massa de biscoito.

Vamos então ao recheio. O creme de confeiteiro, ou crème patissière, é a base da confeitaria francesa. Quase todas as receitas doces de lá utilizam esse creme como ingredientes principal ou como base para preparações de outras receitas. Ele é basicamente uma mistura de gemas, leite, açúcar, amido de milho e baunilha e é simplesmente perfeito para rechear bombas, bolos e tortas. É aparentemente simples de fazer, mas é preciso seguir corretamente os passos que indicarei aqui, no modo de preparo, para garantir um bom resultado.

E falando em bons resultados, você sabia que a escolha do material da forma ou assadeira influencia totalmente no resultado final da sua receita? Sim! Este é mais um dos truques de cozinha que ninguém te conta! As formas ou assadeiras de metal aquecem rapidamente e por isso conduzem calor de forma ágil, fazendo com que, muitas vezes, seu alimento doure muito rapidamente e até mesmo queime, se você não estiver atento.

A solução? Opte pelo refratário de cerâmica. Este tipo de material garante que a massa podre cozinhe por completo, uniformemente, sem ressecar, sem passar do ponto e sem o risco de queimar, pois o calor é melhor distribuído e também retido por mais tempo. Para esta receita, escolhi a Travessa Areia (simplesmente linda!) da Emile Henry. â??â??

Ela é feita de cerâmica altamente resistente, pode ser usada em forno, micro-ondas, lava-louças e resiste ao choque térmico! E por que isso é tão interessante?! Porque você não precisa esperar uma eternidade para que a receita e o refratário esfriem para levar à geladeira!

Incrível, né?! Agora é só escolher qual a sua cor preferida e seguir todas as dicas de ouro para preparar essa deliciosa torta de banana!

INGREDIENTES:

Massa:

1 e ½ xícara de farinha de trigo
4 colheres de sopa de manteiga
1 gema
2 colheres de sopa de água

Creme de confeiteiro:

2 xícaras de leite
½ xícara de açúcar
2 gemas
2 colheres de sopa de amido de milho
½ colher de café de essência de baunilha

Recheio:

4 bananas cortadas em rodelas
Suco de ½ limão
Canela
Noz moscada

MODO DE PREPARO:

Primeiro, faremos o creme. Em uma panela, misture o leite, o açúcar, as gemas e o amido. Leve em fogo médio e mexa bem até engrossar; pode demorar alguns minutos mesmo. Quando engrossar, desligue o fogo, acrescente a essência de baunilha e cubra com plástico filme grudado no creme, ok? Esta dica é super importante para garantir que não forme uma crosta em cima do creme.

Agora vamos para a massa. Em um recipiente, misture a farinha com a manteiga, mexendo com as pontas dos dedos até obter uma farofa. Junte a gema e a água, e mistura até conseguir uma massa lisa. Enrole em plástico filme e deixe descansar por 15 minutos.

Para a cobertura, em uma tigela, corte as bananas em rodelas, coloque o suco de limão, canela e noz moscada de acordo com seu gosto.

Para a montagem, abra a massa com um rolo e forre o fundo e as laterais da travessa. Faça furinhos com ajuda de um garfo e leve para assar por 10 minutos, a 180º C. Retire do forno, espalhe o creme de confeiteiro e cubra com as bananas em rodelas. Volte para o forno por aproximadamente 25 minutos, a 180º C e pronto!

RENDIMENTO:

1 torta média.

DICAS:

Na hora de fazer o creme de confeiteiro, mexa constantemente para não deixar as gemas coagularem e, ao final do preparo, cubra imediatamente para não endurecer a superfície.

 

 

Página inicial | Voltar

  • Bialetti
  • BIALETTI CAFE
  • Ghidini
  • Emile Henry
  • Marcato
  • Leonardo
  • Gaggia
  • Luigi Bormioli
  • Cuisipro
  • Alfi
  • Eppicotispai
  • Packit
  • Barazzoni
  • Bisetti
  • S & P
  • Ariete
Imeltron 2013. Todos os direitos reservados.
Voltar ao topo!
Cereja